SEJA BEM VINDO (A)!!!

O objetivo deste Blog é a interação entre as mais variadas formas de Arte, Consciência através do conhecimento e a busca por um crescimento Espiritual, em um aprendizado através da realização das obras e vida de seus autores.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

OS ERRANTES - PARTE 1


Houve um tempo em que era uma glória para todos nós andarmos por entre as florestas e campos, ouvindo os diversos sons proporcionados pela natureza. O cruzamento dos sons com as imagens produzia em cada um de nós uma torrente de sentimentos e emoções que levava-nos a criar novas coisas. A natureza era nossa ferramenta e ao mesmo tempo nossa inspiração. De tudo que nela havia tirávamos proveito. Tudo era aproveitado, mas nada era usurpado, pois respeitávamos os ciclos da natureza e sabíamos que éramos parte dela. Este respeito mútuo permitiu-nos entrar em contato com os mais profundos segredos da natureza.

Nada era extraído contra a vontade. Se precisávamos nos agasalhar, os animais nos ensinavam a tirar proveito de suas peles. Se precisávamos comer, os seres dos diversos reinos se ofereciam para saciar nossa fome. Observando a natureza aprendíamos a nos reconhecer, respeitávamos as diferenças, sabíamos nos reconhecer nas nossas diversas naturezas interiores. Ao olharmos para nossos interiores aprendíamos muito sobre nós e respeitávamos melhor quem estivesse ao nosso redor, pois se percebíamos nossas fraquezas e virtudes, sabíamos que o outro não era superior ou inferior a nós e estava de alguma maneira em fase de descobertas também e por isto aproveitávamos para trocar idéias sobre tudo e isto enriquecia nossas experiências e inspirava nossos futuros passos.

Um dia nós perdemos este exercício! Deixamos de respeitar a natureza, começamos a achar que éramos maiores do que ela, que poderíamos dominá-la. Descobrimos que poderíamos ser mais poderosos do que ela e por fim, num reflexo natural, percebemos que o outro poderia ser dominado. E do respeito passamos para o medo. Passamos a temer o outro, passamos a achar que o outro não poderia saber nada sobre o que se passava dentro de nós. Descobrimos a desconfiança. Não olhávamos mais nos olhos do outro com medo de que ele percebesse nosso medo e nos dominasse. Passamos a nos concentrar não mais no crescimento interior, mas na conquista desesperada de maneiras e idéias que nos tornasse superiores ao outro. Nos tornamos ricos e poderosos externamente.

Continua... 

Canalização dada em 10 de Dezembro de 2001 por MARCO ANTONIO

Um comentário:

  1. Olhem o exemplo enorme de desrespeito a natureza e de quanto somos pequenos diante do poder dela, que está sendo a tragédia do Rio de Janeiro!!!! E ao mesmo tempo o exemplo da grandiosidade das almas que estão encontrando forças pra continuarem e ajudar em meio a tanta desgraça.....

    ResponderExcluir

Bem vindo ao meu Blog. Seu comentário é muito importante pra mim!!! Caso queira receber as atualizações é só cadastrar no canto direito no TAG "RECEBA POR E-MAIL". Obrigado e volte sempre!!!