SEJA BEM VINDO (A)!!!

O objetivo deste Blog é a interação entre as mais variadas formas de Arte, Consciência através do conhecimento e a busca por um crescimento Espiritual, em um aprendizado através da realização das obras e vida de seus autores.

sábado, 5 de junho de 2010

TENTE OUTRA VEZ


Meus amigos, gostaria de resumir a história de três ilustres gênios, que apesar de seu reconhecimento na atualidade venceram, não só opiniões desmotivadoras, mas perseveraram e focaram em suas convicções inovadoras.

Exemplos a serem seguidos, lições de vida e demonstrações da “bondade de Deus” para todos nós…

…pois cada um deles fez muito, muito mais, a cada um de nós.

Albert Einstein (1879-1955). Consagrado como sendo um sinônimo de "gênio", se tornou um dos cientistas mais influentes e conhecidos e brilhantes da história. Suas pesquisas nas áreas darelatividade, do efeitofotoelétrico e da energia atômica (pena que as usaram para desenvolver armas), proporcionaram um grande progresso cientifico no século XX. Muitos não sabem o que tais pesquisas nos geraram contribuições; mais de fato, se não fosse por algumas das descobertas de Einstein não poderiamos hoje estar lendo este texto diante desta tela, ou acessar a Internet, ou se quer se pensar em computadores, celurares, robôs, satélites, aparelhos de GPS, câmaras fotográficas, e dentre outras engenhocas eletrônicas do século XXI. Mas ironicamente Einstein não fora visto como sendo esta mente brilhante e genial; mesmo que em alguns momentos ele fosse chamado de louco, este chegou a ser desacreditado por seus professores.
Em um dado momento da infância de Einstein, ele nunca fora considerado um aluno exemplar, tirava notas boas em matemática, fisica e latim, mas era regular nas demais disciplinas, e as vezes criticava o sistema de ensino das escolas que estudara. Certa vez um dos diretores destas escolas, chegou para o seu pai, e disse que o filho dele "não seria ninguém na vida", que não teria sucesso em coisa nenhuma.

Ludwig van Beethoven (1770-1827). De longe fora consagrado como um dos maiores compositores da história. Porém nem sempre fora assim. Beethoven ainda jovem, era visto apenas como um rapaz que sabia tocar bem no piano as célebres composições deMozart, Bach e de outros bons compositores. De fato ele não nascera com o talento, como fora Mozart (desde os cincos anos de idade ele se mostrara um gênio para a música) este teve que "ralar duro" para ser reconhecido. Em 1794 com 24 anos, Beethoven já era considerado um dos 40 mais brilhantes músicos de sua época. No entanto os problemas só estavam por vir. Enquanto ele ganhava fama pela Europa, aos 26 anos o problema de surdez o acometera. Beethoven estava ficando surdo. Quando tal noticia se espalhou, muitos disseram que este seria o seu fim como músico. Em algumas cartas ele relata tal enfermidade. Porém mesmo em depressão, ele não sei deixou ser vencido pela doença. Entre 1804 e 1808, ele compôs a Quinta Sinfonia ou Sinfonia do Destino, nessa época ele estava parcialmente surdo. No entanto mesmo assim seria posteriormente quando ele já estava quase que totalmente surdo (alguns dizem que já estava surdo por completo), em 1824 ele completa a sua mais conhecida e famosa obra, a Nona Sinfonia, a qual lhe consagraria na história da música. Mesmo com o problema da surdez, Beethoven não deixou de tocar e compor, sua paixão pela música era tanta que os males que o acometeram não o venceram.

Leonardo Da Vinci (1452-1519). Da Vinci é um dos homens mais conhecidos da História da Humanidade. Desde suas belas pinturas, até suas invenções a frente de seu tempo. É considerado um dos grandes gênios da Renascença. Um verdadeiro talento em várias áreas diferentes dos campos de estudos humanos. Contudo o que irei relatar aqui não será a respeito de sua genealidade em meio a engenharia, anatomia, matemática, etc. Mas sim quanto a respeito ao campo da arte. A Mona Lisa, talvez a obra de arte mais famosa do mundo, levou anos para ser concluida por Da Vinci. Mas, no inicio talvez seria inimanginável que um rapaz como ele, pudesse pintar algo tão belo e perfeito. Em 1469, ele consegue ingressar no atêlie de Andrea del Verrocchio, porém havia um problema, na época que entrou, ele tinha por volta dos dezessete anos, sendo assim muitos disseram que ele estava velho para se tornar aprendiz. Já que estes começavam seus estudos, bem mais jovens. Mesmo assim, Da Vinci não se deixou se desmotivar.

"Leonardo sabia que tinha que correr atrás do tempo perdido. Deu certo: apenas três anos depois, aos 20 anos, ele já era oficialmente reconhecido como mestre pela guilda de pintores de Florença". (BBC, Revista, 2009, p-40).

Mesmo que não se saiba se realmente isso veio ocorrer quando ele tinha apenas 20 anos, é inegável que posteriormente sua fama como artista seria aplaudida por todos. Se Da Vinci tivesse desistido de seus sonhos por causas dos outros, o mundo não iria conhecer o talento desta mente brilhante.


Veja
Não diga que a canção está perdida
Tenha fé em Deus, tenha fé na vida
Tente outra vez

Beba
Pois a água viva ainda está na fonte
Você tem dois pés para cruzar a ponte
Nada acabou, não não não não

Tente
Levante sua mão sedenta e recomece a andar
Não pense que a cabeça agüenta se você parar,
não não não não
Há uma voz que canta,
uma voz que dança,
uma voz que gira
Bailando no ar

Queira
Basta ser sincero e desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo, vai
Tente outra vez

Tente
E não diga que a vitória está perdida
Se é de batalhas que se vive a vida
Tente outra vez

Nunca desistam, fiquem na luz.

Fred Domingos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao meu Blog. Seu comentário é muito importante pra mim!!! Caso queira receber as atualizações é só cadastrar no canto direito no TAG "RECEBA POR E-MAIL". Obrigado e volte sempre!!!