SEJA BEM VINDO (A)!!!

O objetivo deste Blog é a interação entre as mais variadas formas de Arte, Consciência através do conhecimento e a busca por um crescimento Espiritual, em um aprendizado através da realização das obras e vida de seus autores.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A DESINTEGRAÇÃO DO VELHO


ASAS – Por Karen Bishop
20 de abril de 2010



Bem-Vindos!

Enquanto nós sempre progredimos constantemente com a nossa chegada ao espaço de vibração mais elevada, nós estamos “nos deslocando em alta velocidade”, como os meus amigos estelares o descrevem... como um veículo se movendo em marcha rápida, com a sua total capacidade, e com a necessidade de acomodar uma energia de movimento muito mais rápido.

Terremotos, tremores de terra em toda a parte, estranhos e imprevisíveis padrões climáticos, humores e comportamentos incomuns para muitos indivíduos, e um vazio estranho, são apenas alguns dos climas que estes massivos movimentos de energia estão criando.

O tsunami cósmico da nova energia de vibração mais elevada está chegando mais firmemente agora, enquanto ao mesmo tempo, a Terra está se movendo e se ajustando também, enquanto ela se prepara para acomodar mais plenamente estas novas energias de nosso espaço muito novo.

A Terra se moveu para um novo espaço nos cosmos nos últimos meses, está se ajustando e se alinhando, e estamos fazendo o mesmo. Começando com um grande terremoto aqui e ali, e progredindo para muitos terremotos ao redor do globo, ao mesmo tempo, nós estamos realmente começando a sentir estes movimentos agora. Erupções vulcânicas, mudanças climáticas e um tremor contínuo embaixo dos nossos pés se tornaram a norma agora, ou assim parece. Não é nenhuma surpresa que muitos sintam um tremor estranho, mal estar e uma sensação geral de mudança.

Quando progredimos ao ponto onde muitos, muitos terremotos estavam ocorrendo ao redor do globo (em torno da primeira semana de Abril), muito foi desalojado e afastado do seu espaço anterior. Em primeiro lugar, a escuridão se moveu para cima e para fora, e poderia ser sentida como ansiedade, pânico, depressão, ou até uma sensação de estar “assustado”. As energias então evoluíram para o estágio seguinte, resultando em muitos “términos” e muitas mudanças. Enquanto muito se desalojava de sua velha rotina, muitas manifestações resultaram relacionadas a términos, perdas, e um grande vazio. Nós estamos também começando a nossa residência de todas as maneiras, em um novo estado de mais luz. Assim, isto significa que as coisas que foram desalojadas não se ajustam mais a nós, e também significa que a luz trazida em primeiro plano revelou tudo e qualquer coisa que não se adapta também. Além disto, as coisas estão sendo “desintegradas” e separadas, somente para serem unidas novamente de maneiras novas, em um momento posterior.

Términos de relacionamentos, a descoberta do que estava real e verdadeiramente ocorrendo com muitos relacionamentos (pois a luz revelará sempre o que está realmente lá), mais términos com carreiras, com residências geográficas e com muitas conexões, podem subitamente se tornar a norma. Neste momento também, pontos de saída são sempre criados para as almas (humanas e animais) para partirem, pois isto é também, outra conexão cortada, ou melhor, uma partida de um velho espaço que não serve mais. E se as experiências e términos não estivessem lá para alguns, na melhor das hipóteses, um sentimento de que talvez não soubéssemos mais onde pertencíamos, um sentimento de não querermos ir ou fazermos o que sempre fazíamos, ou até nos sentindo “deslocados” sem uma razão em particular, parecia se alastrar também. Nada ao nosso redor pode ter parecido adequado, bom, normal, seguro ou remotamente confortável.

Quando estas energias rompedoras começaram a chegar mais plenamente, acidentes, doenças físicas, dores no corpo e rigidez da energia presa que estava sendo atingida através de todo este movimento, enfermidades, dores no peito, náuseas e até dificuldade respiratória foram experienciadas por muitos.

Durante quase todo o mês de Março, nós estivemos no modo “agitado e preparatório”, pois nos preparávamos para quem sabe o quê. Nos níveis de nossa alma, nós sabíamos que algo estava para chegar, e precisávamos estar prontos de algum modo. O tempo de “agitação” parecia quase implacável, sem término à vista. Então, logo antes das novas energias atingirem os primeiros dias de Abril, podemos ter sentido um desânimo, uma diminuição desta energia de “puxa e empurra”, enquanto experienciávamos muito de tudo cedendo e chegando a uma parada. Agora era o momento para começar o tsunami cósmico. Ainda que não tivéssemos completado tudo que tínhamos previsto, pois estávamos no modo de preparação, não importava, pois as energias estavam simplesmente fazendo o seu trabalho de nos programar, permitindo-nos participar de tudo o que cada um de nós sentia que precisava participar, a fim de estarmos prontos.

Com toda esta nova energia chegando, as coisas podem não estar parecendo tão gloriosas como podemos ter imaginado que seria a energia nova e mais elevada. Mas o que há mais de novo? Este processo de evolução foi sempre desafiador, mas talvez o que o torne pior do que ele precisa ser, é a ausência da energia do coração, ou de experienciar o amor e o apoio de nossos irmãos e irmãs.

A energia do coração é o que tem tudo a ver nos reinos mais elevados. “Criando a Nova Realidade” fala muito desta nova energia que está chegando e como trabalhar com ela e acomodá-la, pois isto é realmente onde tudo reside agora e do que tudo se trata.

Todos estes novos alinhamentos, ajustes e todo este grande movimento, estão todos relacionados à energia do coração. Nós perceberemos agora que estamos nos separando, nos afastando, e partindo de coisas sem a energia do coração (ou que não se equipare onde nós estamos), e começaremos a nos solidificarmos e a nos conectarmos mais plenamente com aqueles que incorporam muito facilmente a energia do coração. Deste modo, novos inícios estão aqui e disponíveis também.

Sim, portas estão fechando, coisas estão terminando, perdas estão ocorrendo e separações são evidentes, enquanto ao mesmo tempo, aquelas coisas que se ajustam à energia do nosso coração, é o que permanecerá ou começarão a se manifestar sob nova forma. É assim que navegamos nos reinos superiores... através de nossos corações. Seguir os nossos corações nos levará naturalmente as nossas novas residências e espaços, enquanto partirmos dos espaços que não têm o coração, ou até onde os nossos próprios corações não estão mais, pode somente ocorrer agora, pois a energia do coração está executando o show.

As pessoas podem parecer estar fora de si mesmas somente agora, sem nenhuma consciência aparente de que apenas podemos precisar nos unir com os corações abertos, a fim de sobrevivermos em tempos vindouros. Os campos de energia ao redor de muitos indivíduos podem parecer dizer: “porta fechada”, “acabou para o dia”, ou até “Eu estou segurando a minha respiração até que tudo isto acabe”, e “Eu não o vejo”, como auto-proteção, parecem estar correndo desenfreados. Ou até: “Eu estou cuidando de mim mesmo e do meu espaço, de modo que eu possa sobreviver a todas estas turbulências e ficar firme nos próximos tempos. Sem tempo para mais nada agora.” (Mais sobre isto mais adiante.)

Meu pai está atualmente no hospital, preparando-se para a sua partida, pois agora ele recusou todos os tratamentos e se entregou ao seu processo. Ele não poderia mais se manter através de meios artificiais, pois o seu corpo não o está sustentando sozinho. Desde o início, no momento de seu diagnóstico, ficou muito claro que aos níveis de nossa alma, ele não me queria por perto neste momento. Ele fez um acordo aos nossos níveis humanos, e desde então eu me afastei, honrando o seu pedido, recebendo a minha informação sobre o seu estado de saúde de parentes estranhos. Tudo esteve em divina e perfeita ordem.

Mas, eu tenho a dizer, eu nunca sonhei que seria tão difícil perder um pai. Meu pai e eu fomos sempre muito próximos em toda a nossa vida, com uma forte conexão do coração. Parece que subitamente tudo me lembra dele e eu não posso prosseguir muito tempo sem que as lágrimas escorram pela minha face. Ainda que eu esteja muito consciente do por que e como as coisas estão ocorrendo aos níveis mais elevados, eu ainda estou em um corpo humano com emoções humanas, enquanto ainda vivo em uma realidade física. É difícil imaginar que a única energia que a sua alma incorporou e a forma física que ele assumiu, nunca viverá novamente nesta Terra. Oh, as memórias dos momentos que compartilhamos, como ele contribuiu para quem eu sou hoje, e o amor que ele me deu enquanto estava aqui. Estas perdas fazem o tempo parar, nos fazem recuar por algum tempo, e talvez examinarmos do que se trata a vida realmente e o que real e verdadeiramente importa.

Enquanto eu estava no banco no outro dia, um dos meus leitores me perguntou como eu estava indo e também quanto ao meu livro (nós nos conhecemos razoavelmente bem, a propósito). Estando chocada e triste, eu lhe contei sobre o meu pai. Ele anotou imediatamente o número da sua casa e me pediu que lhe telefonasse se assim o precisasse. Outros que ficaram cientes da minha tristeza e perda parecem estar atrás de uma parede de separação, o que inclui a maior parte das pessoas com a qual eu agora me comunico. Eu comecei a imaginar se a energia do coração se tornou uma coisa rara, com tanta dor, sofrimento e futilidade que foram experienciados por tantos no planeta em tempos recentes. Os dias finais da velha terra foram demasiados para alguns e fechou os nossos corações? E para aqueles cujos corações permanecem abertos, nós continuamos a nos permitir que tirem vantagem, sermos agredirmos e sugados?

À medida que avançarmos, nós certamente aprenderemos como navegar com a energia do coração. Nós saberemos tê-la facilmente acessível para a energia de outro coração, e mantê-lo fechado para aqueles que não estejam preparados e que não nos vêem.

Agora, aparentemente uma quase rara e extinta energia, nós sempre saberemos quando a energia do coração estiver presente, pois a sentiremos imensamente. É a onda e a cola que nos une e nos permite manifestar quase que imediatamente. É o que nos conecta se lhe permitirmos que a tudo supere. Nós nos conheceremos e nos veremos, coração a coração. E atrairemos para nós o que conectamos com os nossos corações.

Enquanto os nossos círculos de conexão podem começar a parecer como se eles estivessem ficando menores, as conexões que permanecem para aqueles nos reinos mais elevados têm a ver com o coração. Sim, nós começaremos a nos ligarmos e a nos unirmos com aqueles que compartilham esta energia. Como a melhor parte da safra, ela se elevará à superfície e permanecerá acima e além do que está ocorrendo agora nos degraus inferiores da escada da ascensão. O barulho abaixo dos nossos pés, a mudança e a triagem que os ajustes da Terra estão criando criarão muito naturalmente novas conexões, enquanto todas as outras conexões se reorganizarão e se moverão para novos espaços que agora se equiparem aonde toda e cada energia vibre. Às vezes, parece que este processo de separação e de triagem que experienciamos por tantos anos não tem fim, enquanto evoluímos cada vez mais.

Muito começará a se desintegrar agora, pois não pode mais existir nestas novas vibrações mais elevadas. Enquanto as mudanças da Terra continuam, nós experienciaremos mais e mais impactos, términos e portas fechadas, enquanto o velho se prepara para o seu iminente fim. Como dominós em extinção, as coisas começarão a cair muito rapidamente em tempos próximos. Mas isto é o que soubemos que eventualmente ocorreria. Nós sabíamos a algum nível que o processo se revelaria deste modo. Nós agora estamos vivenciando os estágios finais dos “términos”, a fim de que possamos começar de um modo totalmente novo. Enquanto adquirimos nova força através de nossa nova conexão com a nova Terra, nós estamos nos preparando para trazer a nova... uma Terra muito nova que substituirá a velha quando for o momento certo.

Em “Travessia”, um projeto é descrito que explica como nos tornaremos auto-suficientes antes que nos unamos como um todo. Deste modo, o plano se refere a ser capaz de nos sustentarmos antes de nos conectarmos com outros. Nós devemos ser indivíduos de um modo verdadeiro e forte, antes de criarmos um todo de vibração mais elevada. Assim, isto está ocorrendo agora em relação a muitos que se percebem tomando conta dos seus espaços e tendo certeza de que eles são capazes de permanecerem firmes em tempos que se aproximam. Mas isto não significa que deixemos de ter conexões do coração durante este tempo. Nós podemos tomar conta de nossos espaços e ficarmos fortes e firmes, enquanto ao mesmo tempo consideramos intensamente os nossos irmãos e irmãs quando eles precisarem da energia de nosso coração. Eu não estou falando de salvar outros que não escolheram avançar ou crescer e se expandir, mas de nos amarmos e estarmos lá para o outro através dos tempos desafiadores que estão agora apenas começando.

Hoje eu decidi entrar em meu carro, com o gato a tiracolo, e apontá-lo na direção da minha filha e dos meus netos, no lado oposto dos Estados Unidos. Planejando parar ao longo do caminho, em cidades pequenas e obscuras, sem agenda ou plano, acolhendo uma nova e surpreendente experiência de ver que há ainda o coração e a alma presentes (como eu sei que está lá, em todo o lugar), eu aguardo ansiosamente recuperar a minha fé na humanidade. Com encontros sincrônicos e não planejados com os outros, pois a energia do coração atrai muito naturalmente a energia de outro coração para si mesma, estou ansiosa para limpar as minhas teias de aranha, renovar a minha energia, conectar-me com o meu pai de um modo novo depois de sua transição, e eu espero, preparar-me para o meu novo início quando eu voltar para casa. (Para aqueles que estão inscritos no que diz respeito às doações contínuas, não se preocupem, pois eu continuarei a publicar as mensagens de ASAS enquanto afastada de casa, como sempre fiz).

É para onde o meu coração está agora me levando... aos corações de muitos outros lá fora, ao longo do caminho. E, não por coincidência, isto está também em verdadeiro alinhamento com um dos meus novos empreendimentos e ofertas. Se seguirmos os nossos corações, se gravitarmos para o que está na essência do nosso ser e para quem e ao que nos referimos, e se seguirmos a trilha de migalhas para um espaço que esteja cheio de nossos próprios corações e que ative o coração em outros também, nós não poderemos errar.

Muitos nasceram para este tempo... para este tempo de grandes mudanças na Terra. E por causa desta verdade, nós ficaremos firmes em tempos que se aproximam, enquanto prenunciamos uma realidade muito nova.

Com muito amor e gratidão,

Karen

Fonte: www.emergingearthangels.com

2 comentários:

  1. Não sei quanto a vocês, mas eu estou nessa fase de não saber a onde pertenço nem o que fazer.....de me sentir deslocada....e fico feliz de saber que as energias da Terra estão se rearranjando e com ela, nós também....e muito mais feliz de saber que as orientações são de que o caminho a seguir é seguir a energia do coração!!!Boas Novas!!!!.....Que é o fim do velho e o novo pautado no Amor, no nosso coração e no de corações semelhantes......

    ResponderExcluir
  2. Não sei...essa postagem só me trouxe tristeza e angústia...me fez chorar...talvez eu que esteja muito sensível ou fragilizada, mas estou cansada de ouvir falar em rupturas, términos, quebras, partidas...será que para viver o novo tudo deve ser destruído, apagado? Será que não existem ligações humanas, fraternas ou não, de qualidade, baseadas no amor real? As pessoas abandonam tudo o tempo todo em busca do novo...
    talvez eu esteja sensível demais a toda essa energia em movimento...Onde está Deus nesta história toda? Há espaço para ele?

    ResponderExcluir

Bem vindo ao meu Blog. Seu comentário é muito importante pra mim!!! Caso queira receber as atualizações é só cadastrar no canto direito no TAG "RECEBA POR E-MAIL". Obrigado e volte sempre!!!