SEJA BEM VINDO (A)!!!

O objetivo deste Blog é a interação entre as mais variadas formas de Arte, Consciência através do conhecimento e a busca por um crescimento Espiritual, em um aprendizado através da realização das obras e vida de seus autores.

domingo, 25 de abril de 2010

ATÉ QUANDO… SEREMOS HIPÓCRITAS???


“Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente.
A gente muda o mundo na mudança da mente.
E quando a mente muda a gente anda pra frente.
E quando a gente manda ninguém manda na gente.”



Ao postar este artigo gostaria, primeiramente, demonstrar o quanto nossas mazelas, como sociedade, em um universo micro – Família – ou macro – Nação – são amplamente divulgadas, comentadas, “marteladas” em nossas mentes; qualquer um do povo, devido ao avanço tecnológico, ao acesso à comunicação, tem amplo conhecimento de seus direitos como Cidadão, o artigo 5° da Constituição Federal é citado a todo momento, tanto quanto ao refrão de “Rebolation”.

Direitos… Legiões de “Anjos” são mensageiros das boas novas do famigerado tempo de mudanças, da Liberdade de pensamento, expressão e extinção de qualquer coisa que personifique o Mal… afinal todos são anjos…

Além de angelicais, são Arautos da justiça!!! Anjos tudo bem, mas devemos ser guerreiros, e essa definição (no contexto em que vivemos) seria hilária se não fosse trágica.

Guerreiro que se preze deve ficar confinado em um “reality show” passando por privações, com baladas, regadas a muito álcool, a cada três dias, muita comida, piscinas, conforto, corpos sarados e mentes vazias… Guerreiros se unem em frente a uma TV, enchem a cara de cerveja – na melhor das hipóteses – e torcem, sofrem por outros onze guerreiros que defendem nossa nação… E assim podemos continuar a classificar esses novos heróis.

Mas temos nossos Sacerdotes, eles darão todo respaldo religioso necessário para o grande dia, e nisso eu concordo, só não entro num acordo sobre a quem será dado esse respaldo. Acredito que a si próprio e que todo dia é grande seja uma resposta plausível, entretanto, devemos crer, não questionar…

Não quero entrar no tema de Zeitgeist, já postei a respeito disso, mas seria interessante complementar o tema com duas ilustrações; a primeira do Bispo que ensina pastores como levantar a arrecadação com a crise, criando o demônio da crise (Medo – essa já é bem batida) e divulgar sua tese que o problema é a polícia, não o bandido, “Vâmo chamá eles (bandido) pra conversa, malandro!” sic; e a segunda, da autoridade maior, o Elo de Deus e dos homens, que está com a corda no pescoço em alguns países, entre eles a Inglaterra, após a avalanche de relatórios e documentos que comprovam incontáveis casos envolvendo o clero em crimes de pedofilia e outros mais.

Somos o que queremos e temos o que merecemos. Conhecemos profundamente nossos direitos e deixamos a cargo de nossos Anjos Guerreiros a missão de fazer valer nosso sentimento “tão puro” de Justiça e a nossos Sacerdotes o “meio de campo” com Deus.

Há algum tempo li uma crônica de Arnaldo Jabor que exemplificava muito bem todo esse equívoco de identidade da sociedade Brasileira – “Brasileiro não é bonzinho, é trouxa, não é acolhedor, é babaca, não é trabalhador, é vagabundo.” Tem a certeza que conhece seus direitos, e por todos é ludibriado, a malandragem burra, roubar o troco do pão…

Pensemos agora em DEVERES (sim, tive de grifar em itálico com letras maiúsculas, mas nem assim), ninguém reúne ninguém para tratar de seus deveres, dos outros sim, pois são nossos direitos os seus deveres… O certo passa a ser errado, deturpado por teses e oratórias provenientes da diarréia mental de muitos daqueles nossos Anjos Guerreiros e Sacerdotes.

O mundo é uma farsa, eles fingem que se preocupam, nós fingimos que temos deveres… porém todos querem levar a sério seus diretos – Piada – Seria tentar explicar que 1+1 = 3, jogamos esse jogo de aparências, mas queremos que as regras que nos beneficiem sejam cumpridas. Onde vamos chegar? HIPOCRISIA!!!

Não encontro outro adjetivo para isso, não vejo saída para esse jogo e não acredito que sairemos disso com a mesma estrutura. Einstein  já alertou sobre isso, não resolveremos um problema com a solução proveniente do mesmo sistema que o criou.

Nós somos nossa solução, ninguém vai pegá-lo pela mão e resolver, vai escravizá-lo sim, pelo medo; o tempo é agora, ontem você estava preocupado com muita coisa para resolver isso, e amanhã achará que já é tarde.

Concordo, em parte, com a mensagem dessa música, acredito que, apesar de expor os problemas, desagrega as pessoas, cria classes, e não expande a consciência, principalmente de quem não tem nenhuma, a quem parece ser o seu foco; a letra gera muito questionamento, revela verdades, mas muitas conhecemos, vale como ponto de partida, mesmo sem mostrar o caminho. Quem não entender, ela serve como “desenho”, um toque, pare de correr atrás do próprio rabo!!!


Não quero gerar revolta, discordo desse subterfúgio, pois acredito que só mudamos o mundo quando mudamos a nós mesmos e a vida é um espelho, reflete nosso rosto, nosso sentimento, então sorria para a vida.

Namastê

Fred Domingos

Um comentário:

  1. Porque temos tanto medo de mudar???Mudanças tem 50 % de chance de dar errado, assim como 50% de chance de dar certo!!! Por que não somos mais otimistas e não focamos na metade que dá certo??? Porque não investimos nossas forças em fazer nossa parte pra que dê certo??? Porque não assumimos a responsabilidade por dar certo ou errado???? Simplesmente porque é mais fácil quando dá errado, culpar o governo, o vizinho, a família, o cachorro, qualquer um, do que começar de novo e fazer um novo fim......

    ResponderExcluir

Bem vindo ao meu Blog. Seu comentário é muito importante pra mim!!! Caso queira receber as atualizações é só cadastrar no canto direito no TAG "RECEBA POR E-MAIL". Obrigado e volte sempre!!!